APCD - Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas

Pesquisa mostra relação entre saúde bucal e diabetes infantil

Crianças obesas com diabetes tipo 2 são propensas a ter uma má saúde bucal

Embora já exista uma consciência sobre a ligação entre má saúde oral e diabetes ou pré diabetes em adultos, nenhuma investigação tem sido realizada sobre a saúde bucal de crianças com obesidade ou diabetes. O estudo inédito, intitulado “Salivary inflammatory markers and microbiome in normoglycemic lean and obese children compared to obese children with type 2 diabetes”, publicado na revista PLOS ONE, mostrou que as crianças obesas com diabetes tipo 2 são mais propensas a ter má saúde bucal em comparação com as crianças de peso normal e crianças obesas sem a doença.

No estudo realizado pela Univerisade de Buffalo (EUA), foram incluídas 19 crianças saudáveis, 14 obesas e 16 obesas portadoras de diabetes tipo 2 com idades entre 10 e 19 anos. Cada participante completou uma pesquisa de saúde bucal, submetido a um exame clínico oral e forneceu saliva para a medição de marcadores inflamatórios.

Embora as taxas de dentes ausentes, cariados e restaurados fossem semelhantes entre os grupos, a gravidade da inflamação gengival (avaliada usando um índice gengival) foi pior no grupo de diabetes tipo 2. Enquanto mais indivíduos do grupo com peso normal e obesos sem diabetes tiveram uma classificação gengival excelente ou boa, nenhum dos participantes do grupo com diabetes teve uma classificação gengival excelente.

Além disso, as crianças com diabetes foram menos propensas à visitas ao Cirurgião-Dentista nos últimos seis meses. “Acontece que enquanto adolescentes obesos com diabetes tipo 2 normalmente têm acesso à saúde dental, muitas vezes através de seguro federal financiado, eles não vão rotineiramente ao Cirurgião-Dentista”, disse Lucy Mastrandrea, professora associada do Departamento de Pediatria da Universidade de Buffalo, onde o estudo foi realizado.

“O achado mais importante desta pesquisa é que, como os adultos, as crianças com diabetes tipo 2 parecem mais vulneráveis à inflamação periodontal do que as crianças normais ou obesas sem diabetes”, disse o co-autor Frank A. Scannapieco do Departamento de Biologia Oral. “Ele fornece uma justificativa para a necessidade de atenção adicional para a higiene bucal em crianças com diabetes tipo 2”, completou.

Mastrandrea está agora interessado em explorar se os cuidados dentários logo após o diagnóstico podem ajudar a mitigar a tendência para mais doença periodontal em crianças com diabetes tipo 2 em um estudo longitudinal. Ela também está interessada em saber se a mesma tendência é verdadeira para crianças com diabetes tipo 1.

Fonte: Dental Press

Veja também

Clube de benefícios
+

Ofertas especiais para você, confira!

Até 40% de desconto

Saiba mais

Descontos exclusivos na Rede Droga Raia.

Descontos especiais

Saiba mais

Aqui você tem desconto garantido.

Descontos especiais

Saiba mais

Correcorp seu melhor treino!

Condições especiais

Saiba mais