APCD - Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas

Pesquisa desenvolve método capaz de constituir novos vasos sanguíneos em dentes

Procedimento atual envolve a remoção de tecidos dentários infectados e sua substituição por biomateriais sintéticos cobertos por uma coroa protetora

Um grupo de pesquisadores dos Estados Unidos, buscando melhores resultados em canais radiculares, desenvolveram um procedimento pelo qual eles podem criar novos vasos sanguíneos nos dentes, melhorando resultados a longo prazo para pacientes e clínicos.

Os canais radiculares são eficazes para salvar um dente que foi infectado, no entanto, este procedimento pode fazer com que os dentes tornem-se quebradiços e suscetíveis à fratura ao longo do tempo. Agora, pesquisadores da Oregon Health & Science University (OHSU) em Portland, desenvolveram em seu estudo uma forma de criar novos vasos sanguíneos nos dentes.

Mais de 15 milhões de canais radiculares são realizados anualmente nos Estados Unidos. O procedimento atual envolve a remoção de tecidos dentários infectados e sua substituição por biomateriais sintéticos cobertos por uma coroa protetora. “Este processo elimina o sangue e a vida do dente, tornando-o vazio de qualquer resposta biológica ou mecanismo de defesa. Sem essa funcionalidade, os dentes adultos podem ser perdidos muito mais cedo, o que pode resultar em preocupações muito maiores, como a necessidade de próteses dentárias ou implantes dentários”, diz o principal investigador da pesquisa Luiz Bertassoni, DDS, PhD, professor assistente de Odontologia restauradora na Escola de Odontologia da OHSU e professor assistente de engenharia biomédica na Escola de Medicina da OHSU.

Para abordar esta questão, Bertassoni e sua equipe usaram um processo inspirado em impressão 3D – com base em seu trabalho anterior, fabricando capilares artificiais – para criar vasos sanguíneos no laboratório. A equipe implantou um molde de fibra feito de moléculas de açúcar através do canal radicular dos dentes humanos extraídos e injetaram um material semelhante às proteínas encontradas no corpo, preenchidas com células de polpa dentárias. Os pesquisadores removeram a fibra para fazer um microcanal longo no canal radicular e inseriram células endoteliais isoladas de vasos sanguíneos. Após sete dias, as células produtoras de dentina proliferaram perto das paredes do dente e os vasos sanguíneos artificiais formaram-se dentro do dente.

“Este resultado prova que a fabricação de vasos sanguíneos artificiais pode ser uma estratégia altamente eficaz para regenerar completamente a função dos dentes”, diz Bertassoni, que também atua como professor honorário em Bioengenharia na Universidade de Sydney-Escola de Odontologia. “Nós acreditamos que essa descoberta pode mudar a maneira como os tratamentos de canal serão feitos no futuro”.

Fonte: Dental Press

Veja também

Clube de benefícios
+

Tem coisas que só a Philco faz pra você.

Até 30% de desconto

Saiba mais

A segurança que você procura!

Descontos especiais

Saiba mais

Casa das Cuecas com desconto exclusivo!

10% em todo site!

Saiba mais

É intercâmbio que você quer?

Descontos Especiais!

Saiba mais