A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Undefined index: HTTP_ACCEPT_LANGUAGE

Filename: hooks/lang.php

Line Number: 26

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at E:\inetpub\portalapcd2016\system\core\Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

Primeiro remédio para tratar Atrofia Muscular Espinhal é aprovado pela Anvisa - Portal APCD
APCD - Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas

Primeiro remédio para tratar Atrofia Muscular Espinhal é aprovado pela Anvisa

Doença genética rara ataca o sistema nervoso e atinge um em cada 10 mil bebês nascidos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou no dia 25 de agosto, o registro do primeiro medicamento para tratar a Atrofia Muscular Espinhal (AME), uma doença genética rara que, nos casos mais graves, dá expectativa de vida até os 2 anos de idade.

A AME ataca o sistema nervoso até o ponto em que o paciente não consegue se mover ou mesmo respirar. Ela atinge um em cada 10 mil bebês nascidos. A doença se caracteriza pela degeneração de neurônios motores da coluna vertebral e, até o momento, não tinha opções terapêuticas disponíveis no Brasil.

A liberação do nusinersen (substância que atende pelo nome comercial de Spinraza) no Brasil era muito aguardada pelos familiares das crianças com essa condição, especialmente depois que foi aprovada, em dezembro do ano passado, pela agência regulatória dos Estados Unidos, a Food and Drug Administration (FDA).

Até agora, os pais que importavam esse medicamento do exterior tinham que gastar em torno de R$ 3 milhões, somando-se os custos do próprio remédio e os impostos para que ele pudesse entrar no país. E esse valor é referente apenas ao primeiro ano de tratamento.

O medicamento será vendido na forma de solução injetável e concentração de 2,4 mg/mL. A detentora do registro do medicamento no país é a empresa Biogen Brasil. “É um medicamento que muda a história da AME, dando uma possibilidade concreta de melhora significativa na qualidade de vida dos portadores dessa doença”, ressalta o diretor-presidente da Anvisa, Jarbas Barbosa.

O processo de registro do medicamento recebeu prioridade de análise assim que foi protocolado junto à Anvisa, em maio deste ano. A análise, feita em cinco meses, foi considerada bem rápida, se comparada com a maioria dos outros pedidos de registro que passam pelo órgão. No Canadá, por exemplo, esse processo de análise levou seis meses. “A Anvisa está em vias de concluir a regulamentação que objetiva facilitar e também incentivar, no Brasil, a condução mais rápida de pesquisas clínicas e o registro de medicamentos destinados ao tratamento de doenças raras”, destaca o diretor de Autorização e Registro Sanitário da Anvisa, Fernando Mendes.

O Spinraza está registrado em EUA, Europa, Japão e Canadá. Outros países, como Suíça e Argentina, estão ainda durante o período de análise para futura aprovação.

Fonte: O Globo

Veja também

Clube de benefícios
+

Associado tem desconto no certificado digital.

Condições especiais

Saiba mais

Aluguel de Malas! Desconto especial!

20% de desconto

Saiba mais

20% de desconto

Saiba mais

Cel.Lep qualidade no ensino.

10% de desconto

Saiba mais