APCD - Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas

Estado de SP volta à fase vermelha a partir de sábado

Medidas ficarão em vigor durante 14 dias

Com recorde de mortes e pessoas internadas com sintomas graves, o governador de São Paulo, João Doria, anunciou em entrevista coletiva nesta quarta-feira (3) que todo o Estado de São Paulo voltará à fase vermelha, a partir de 0h do próximo sábado (6). A etapa mais rigorosa de restrição de mobilidade urbana e serviços não essenciais fica em vigor até o próximo dia 19 devido ao aumento alarmante de casos, internações e mortes causadas pelo coronavírus.
 
Nesta classificação, é permitido apenas o funcionamento de serviços considerados essenciais como farmácias, padarias, postos de combustíveis, transporte, bancos, hotéis e supermercados. No início da semana, o governo estadual também incluiu igrejas e estabelecimentos religiosos nesta lista. Escolas também permanecerão abertas, com redução de fluxo prevista em 80% pelo Governo.
 
A decisão referenda a recomendação de especialistas do Centro de Contingência do coronavírus e já havia sido alinhada em videoconferência entre Doria e 618 Prefeitos e Prefeitas no final da tarde da última terça (3). Autoridades estaduais e municipais decidiram reforçar ainda mais as ações conjuntas ante o agravamento sem precedentes da pandemia.
 
Já os comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e pedidos por telefone ou internet. Academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, lojas de rua, concessionárias, escritórios e parques deverão ficar totalmente fechados ao público.
 
Consultórios e clínicas odontológicas entram na classificação de serviços essenciais e terão o funcionamento mantido entre os dias 6 e 19 de março e devem cumprir rigidamente os protocolos sanitários. Fornecimento de álcool em gel, aferição de temperatura, ventilação de ambientes, controle de fluxo de público e horário diferenciado para abertura e fechamento são as recomendações para manutenção dos serviços.

Já o toque de restrição válido para os municípios também deve ser respeitado pelos profissionais de Saúde Bucal, evitando assim a circulação das 20h às 5h. 
 
Dados da pandemia e o lockdown
O recrudescimento do lockdown paulista acontece após São Paulo registrar o recorde de mortes por dia nesta terça-feira (2): 468, segundo números divulgados pela Secretaria da Saúde. As 1.641 mortes pelo novo coronavírus registradas pelo Ministério da Saúde em âmbito nacional, divulgadas nesta terça, também constituem o maior número de óbitos registrados em 24h desde o início da pandemia no país. 

As UTIs estão com 75,3% de lotação no Estado e com 76,7% na Grande SP. A taxa de ocupação de leitos é um dos principais critérios para a mudança de fases no Plano São Paulo e o lockdown —acima de 75% as regiões do Estado entram na fase vermelha. Segundo o Governo, desde o início da crise houve um aumento de 152,5% no número de leitos SUS no Estado — passou de 3.500, em 31 de março, para os atuais 8.839, já contabilizando 339 leitos de unidades de terapia intensiva que serão adicionados a partir da próxima segunda-feira.

Veja também

Clube de benefícios
+

Óculos e Lentes Oftálmicas

12% de desconto

Saiba mais

Aqui você tem desconto garantido.

Descontos especiais

Saiba mais

Moda Feminina é na Lez a Lez!

10% em todo o site!

Saiba mais

Aqui você tem desconto garantido.

Desconto Especiais

Saiba mais

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nossos serviços. Se quiser ainda, consulte nossa Política de Privacidade.