APCD - Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas

Setembro amarelo e a importância da saúde bucal na prevenção ao suicídio

O Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio (10 de setembro) marca uma série de iniciativas para a conscientização da importância da vida e medidas preventivas. Uma pesquisa realizada em 2019 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) registrou mais de 700 mil suicídios em todo o mundo, fora os subnotificados. No Brasil, os registros se aproximam de 14 mil casos por ano, o que representa uma média de 38 suicídios por dia.

Neste ano, o tema da campanha Setembro Amarelo é “A vida é a melhor escolha!”. Na ocasião (e durante todo o ano) ações serão desenvolvidas para conscientizar a sociedade acerca deste tema que ainda é visto como tabu. Pensando nisso, é importante lembrar da sintonia entre corpo e mente para o bem-estar geral, ressaltando o papel da saúde bucal na conquista de uma vida mais alegre a partir do convívio social e das boas relações.

O Cirurgião-Dentista, especialista em Periodontia e Odontologia Legal, Wagner Rosa Júnior, explica que a saúde bucal pode interferir fortemente na vida profissional e pessoal. “Pessoas que possuem uma boa saúde bucal, com dentes alinhados e gengivas saudáveis, apresentam maior autoestima, destacando-se dentro do ambiente de trabalho e no seu círculo pessoal. Já aqueles que têm problemas bucais acabam se afastando das outras pessoas, enfrentando dificuldades para se relacionar nos seus respectivos ambientes de trabalho e desenvolvendo, muitas vezes, casos graves de isolamento e depressão”.

Atenção especial no consultório odontológico

O papel do Cirurgião-Dentista na identificação dessas situações é muito importante. De acordo com Wagner, uma anamnese bem detalhada, na qual se presta atenção às principais queixas do paciente, torna a primeira abordagem muito mais fácil. “Fazer o paciente entender que ele não está sozinho nesse problema e cercá-lo de atenção são essenciais para que o tratamento seja bem-sucedido”. Outro ponto de atenção, segundo o especialista, é explicar ao paciente os benefícios de uma boa saúde bucal. A utilização de vídeos e publicações (artigos/folders) é o ponto inicial para a conscientização e consolidação dessas orientações.

Durante o atendimento, o Cirurgião-Dentista também deve questionar se o paciente utiliza algum tipo de medicação para alguma patologia psicológica específica. Caso o paciente não esteja em tratamento e necessite de um atendimento específico, o Cirurgião-Dentista deve encaminhá-lo para uma equipe multidisciplinar, com a presença de psicólogos e psiquiatras, por exemplo.

Observar é fundamental

Informação e diálogo são fundamentais em qualquer atendimento. No entanto, há momentos e casos que demandam cuidado especial. Um exemplo são os jovens que precisam utilizar aparelhos ortodônticos e, muitas vezes, veem essa condição como um fator de prejuízos para aparência e baixa autoestima, o que pode agravar certos quadros. “Nesse caso, para que o jovem se comprometa ao tratamento e não desista, a conscientização e a conversa sempre serão as melhores soluções”.

Outra situação que exige atenção está relacionada à halitose (mau hálito), condição silenciosa e invisível que afeta muitas vezes a saúde psíquica e emocional, comprometendo, inclusive, o comportamento do paciente. Insegurança, baixa autoestima, tristeza e isolamento não são incomuns diante da condição. Nestes casos, o especialista reforça a necessidade de uma abordagem cuidadosa e do diálogo para o diagnóstico da causa e tratamento.

Wagner lembra que atualmente o Sistema Único de Saúde (SUS) trabalha de uma forma integrada com o paciente que utiliza o sistema público. “As UPAs, UBSs, Centros de Especialidades Médicas e Odontológicas e o CAPs conseguem tratar o paciente como um todo. Vale ressaltar que a Odontologia recupera não apenas sorrisos e saúde bucal, ela colabora para saúde geral e bem-estar das pessoas. Acreditamos que a boa saúde geral do paciente eleva sua autoestima e o prazer de viver. E não existe uma boa saúde geral sem uma boa saúde bucal”, atesta o Cirurgião-Dentista. 

Importante

Se você acha que está tendo problemas relacionados à sua saúde mental ou conhece alguém que está passando por alguma dificuldade, procure ajuda:
- No site da campanha Setembro Amarelo você encontra uma lista com psiquiatras ligados à Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM).
- Disque 188 – O Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias.

Fonte: Crosp

Veja também

Clube de benefícios
+

10% de desconto em todo site

10% em todo site!

Saiba mais

Ofertas especiais para você, confira!

Até 25% de desconto

Saiba mais

Cestas e Kits com 15% OFF

15% OFF

Saiba mais

A loja completa para mães & filhos.

Descontos especiais.

Saiba mais

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nossos serviços. Se quiser ainda, consulte nossa Política de Privacidade.