APCD - Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas

Estudo mostra que intervenção preventiva melhora saúde bucal de idosos

Capacidade funcional e função cognitiva também estão fortemente associados

De acordo com um novo estudo da Universidade da Finlândia Oriental, uma intervenção preventiva de saúde bucal adaptada melhorou significativamente a limpeza dos dentes e próteses dentais de idosos clientes de cuidados domiciliares. Além disso, a capacidade funcional e a função cognitiva estavam fortemente associadas a uma melhor higiene bucal.

O estudo faz parte de outra intervenção maior, o NutOrMed, que visa a otimização da nutrição, saúde bucal e medicação de idosos necessitados de cuidados domiciliares. Iniciado em 2013, o NutOrMed compreende 6 meses de intervenções de saúde bucal e nutrição nas casas destes idosos de 75 anos ou mais, com resultados publicados na revista Age and Aging.

Para os testes, o grupo de intervenção (151 participantes) e o grupo de controle (118 participantes), foram submetidos a uma entrevista e um exame clínico bucal. A idade média do grupo de intervenção foi de 84 anos e de 85 anos no grupo controle. O grupo de intervenção recebeu uma intervenção personalizada de higiene bucal e de prótese dentária. Eles foram aconselhados a escovar os dentes pelo menos duas vezes por dia com creme dental com flúor, e limpar espaços interdentais, dentaduras e mucosa bucal diariamente.

Ambos os grupos foram entrevistados e examinados novamente após seis meses. A intervenção reduziu significativamente o número de dentes cobertos com placa e melhorou a higiene da prótese. A redução do número de dentes cobertos de placa foi associada com a capacidade funcional e função cognitiva. Apesar do efeito positivo, quase a metade dos dentes, no grupo de intervenção, tinha placa mesmo após a intervenção. No grupo de controle, os hábitos de saúde bucal se deterioraram durante o seguimento dos seis meses.

A saúde bucal afeta nitidamente a qualidade de vida, nutrição e saúde geral em pessoas mais velhas. Deficiência cognitiva e dependência funcional muitas vezes levam a um comprometimento da higiene bucal diária. É responsabilidade do pessoal dos cuidados bucais planejar um regime preventivo individualizado e realista para clientes idosos necessitados de cuidados domiciliários. Para os clientes que precisam de ajuda diária com os procedimentos de higiene bucal, o apoio à higiene bucal deve ser incorporado no plano de cuidados diários realizado por seus respectivos enfermeiros.

Fonte: Dental Press

Veja também

Clube de benefícios
+

Moda Feminina é na Lez a Lez!

10% em todo o site!

Saiba mais

Aqui você encontra as melhores marcas!

Descontos especiais.

Saiba mais

Aqui você tem desconto garantido.

Desconto Especiais

Saiba mais

Cel.Lep qualidade no ensino.

10% de desconto

Saiba mais

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nossos serviços. Se quiser ainda, consulte nossa Política de Privacidade.